Contos Esquecidos

Enfrentando os Capas Vermelhas

Desvendando Phandalin

8 de Tarsakh de 1488 CV, Alto-sol

Sem encontrar aquele que os vigiava nas sombras, decidiram voltar para fazer o que precisavam. No caminho da praça central, em frente ao prédio do salão comunal de Phandalin, encontraram um homem gordo pregando um cartaz na frente do salão. O aviso dizia: ‘’Orcs avistados perto da Pedra do Wyvern. 100 dragões por sua expulsão.’’

O homem era Harbin Wester, o prefeito de Phandalin (eleito pelo voto de maioria, disse com pompa). Harbin, entretanto, parecia um pouco reticente de tocar no assunto dos Capas Vermelhas e Sora Verthisalthurgiesh fez questão de convidá-lo para um almoço na estalagem Stonehill para descobrir mais sobre o que acontecia na vila.

A estalagem já estava cheia para o almoço. Trilena Stonehill os arranjou uma mesa grande, já demonstrando sua insatisfação com o prefeito e como lidava com a situação. Os murmurinhos confirmavam a história dos orcs perto de Triboar, na Pedra do Wyvern. Sildar Hallwinter junta-se ao almoço e expões sua preocupação com o desaparecimento de seu contato na vila, Iarno Albrek. Há dois meses ele chegou em Phandalin, mas não deu notícias, oferecendo uma recompensa por seu paradeiro: 200 dragões.

A jovem garçonete Elsa acaba incomodando Sora Verthisalthurgiesh e Fálbala, desejando saber de onde vêm e querendo explorar o mundo, admirando a vida que aventureiros têm.

É depois que Sildar se revela membro da Aliança dos Lordes que a pressão sobre Harbin Wester aumenta. Sora Verthisalthurgiesh puxa o guerreiro de lado, comentando sobre seu interesse em integrar a organização. Talvez assim ela tenha recursos para continuar sua caçada.

Corrin Greenbottle, Auriel Coldhand e Feralas, o Tatuado decidem verificar o que os Capas Vermelhas estão fazendo na taverna O Gigante Adormecido. Enquanto isso, Ander Bonecreek e Fálbala vão até o posto do carreteiro Escudo do Leão.

Entregando a carga que havia sido roubada pelos goblins (ver A vila reconstruída de Phandalin), conhecem Linene Graywind, opositora dos Capas Vermelhas. Ela os recompensa pela carga recuperada e detalha mais os problemas que os Capas Vermelhas estão causando, como a morte de .Thel Dendrar e o desaparecimento de sua família.

Pé na porta e soco na cara

8 de Tarsakh de 1488 CV, Sol cheio

Corrin, Auriel e Feralas já estavam na frente da Gigante Adormecido. Os Capas Vermelhas que estavam ali os tinham provocado e o monge e o druida os desafiaram: se gostavam tanto de beber, que disputassem um jogo de bebida. É claro que Corrin tinha vantagem pelo seu treinamento como Mestre Bêbado, e isso irritou os Capas Vermelhas, que puxaram suas armas para expulsar os aventureiros. Seu erro foi derramar a cerveja de Corrin…

Com outros Capas Vermelhas saindo de dentro da taverna, a luta ficou arriscada para os três. Cercados e em desvantagem numérica, resistiram bravamente até a chegada de Ander Bonecreek, Ammon, Sora Verthisalthurgiesh e Fálbala. Encontraram Feralas caído e os outros em péssimo estado. Ammon recuperou os ferimentos do druida enquanto Sora o protegia e Fálbala e Ander davam assistência à distância.

Um Capa Vermelha arremessado na porta por Ammon tirou uma anã irritada de dentro da taverna. Grista, a dona da Gigante Adormecido, praguejou contra o que acontecia, mas notou que era hora dos valentões tomarem uma lição.

Com um Capa Vermelha já desacordado e outro em fuga em direção à Mansão Tresendar, Feralas se transforma em um urso e o captura em um abraço após Ammon dar-lhe uma palavra de comando.

O que poderiam os dois lhes revelar? Até que ponto Feralas seguraria seus instintos animais e o Capa Vermelha não resistiria ao seu abraço de urso?

Comments

bruno_baere bruno_baere

I'm sorry, but we no longer support this web browser. Please upgrade your browser or install Chrome or Firefox to enjoy the full functionality of this site.